quinta-feira, 6 de Janeiro de 2011

Janeiras

Na casa que é Portugal, altaneira em voz de fado
vimos cantar as Janeiras num País atrapalhado
Que os Reis Magos nos valham e a água dos camelos
Pois a crise aperta tanto, que aos chouriços, nem vê-los!



Que família generosa neste palácio encantado!
Passa-nos a mão no bolso, à reforma e ordenado
Se não nos pomos a pau, com um porrete na mão,
Os senhores da casa alta, não dão chouriço nem pão.



E os pastores que se cuidem, a caminho de Bebém
que levem roupa ao Menino, que inda nem roupa tem
Pois com tanto candidato a fingir-se presidente:
Dão 2000 anos de tanga dum governo mendicante



Mavilde Lobo Costa

via
http://ospoetasdaapp.blogs.sapo.pt/


http://contra-sensual.blogs.sapo.pt/

Sem comentários:

Enviar um comentário