terça-feira, 19 de Novembro de 2013

LAGO DA TRANQUILIDADE

LAGO DA TRANQUILIDADE

“Ao não exaltar aqueles que são importantes
evitamos estimular a rivalidade entre os medíocres.
Ao não ostentar as joias raras
evitamos que sejam alvo de ladrões.
Ocultar aquilo que excita o desejo dos homens
faz com que eles permaneçam sem perturbações.
Dessa forma, o sábio governa aos homens mergulhando
suas mentes e seus corpos...

na Tranquilidade;
preenchendo os últimos
e esvaziando os primeiros.
Ele alivia o povo da angústia do conhecimento vazio
e das garras do desejo desenfreado.
Mas aqueles que alcançaram ao Conhecimento de Si,
ensina a via da não-ação;
pois que quando nos abstemos de intervir
reina suprema a ordem universal.”

(Livro de Tao Te Ching)